Fechar

Logo White Grazmec

VOLTAR

Logo Menu Produto Flutuant
Imagem categ Prod Tratamento On Farm

Tratamento
On Farm

Imagem categ Prod Tratamento Industrial

Tratamento
Industrial

Imagem categ Prod Agrícola

Agrícola

Imagem categ Prod Plantio

Plantio

A IMPORTÂNCIA DO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS NAS PASTAGENS

Um dos maiores problemas enfrentados por pecuaristas nas pastagens de forrageiras para os animais é a presença indesejada de plantas daninhas. Além de serem um problema para a dieta do animal, acabam trazendo doenças e disputa com as pastagens, roubando nutrientes e impedindo seu crescimento sadio.

Escrito por Administrador | 01 de junho de 2022 | Soluções agrícolas

COMPARTILHAR EM

Um dos maiores problemas enfrentados por pecuaristas nas pastagens de forrageiras para os animais é a presença indesejada de plantas daninhas. Além de serem um problema para a dieta do animal, acabam trazendo doenças e disputa com as pastagens, roubando nutrientes e impedindo seu crescimento sadio.

Para o controle adequado de plantas infestantes, em qualquer sistema de cultivo, é necessário realizar o manejo integrado e sempre que possível, associar estratégias de prevenção, controle cultural, mecânico, biológico e químico.  Uma estratégia importante de manejo das plantas daninhas é permitir o estabelecimento da planta forrageira primeiro, ocupando o solo (controle cultural), o que reduzirá significativamente o crescimento das plantas infestantes.

O controle das plantas daninhas na propriedade pode ser realizado de maneira mecânica, com o uso de equipamento como roçadeiras, porém é importante destacar que esse processo não é seletivo para atingir apenas as plantas daninhas, sendo assim, a ação do maquinário pode atingir as pastagens.

Muitos produtores, para evitar que as pastagens sofram com a intervenção do maquinário, têm utilizado o controle químico de plantas daninhas, através de herbicidas específicos para atingir somente as invasoras. É um processo ágil e preciso que não atrapalha as demandas da propriedade, principalmente envolvidas nas atividades de entressafra.

A Grazmec, juntamente a Embrapa, por meio de diversos e importantes estudos, desenvolveu a roçadeira Campo Limpo, uma máquina completa para o controle seletivo de plantas invasoras. O equipamento reduz o risco de deriva, pois não pulveriza, somente umidifica as plantas, evitando o desperdício de produtos e atingindo apenas as invasoras/daninhas, fortalecendo o pasto (rendimento útil) e melhorando o campo (valorização das áreas).

O controle de plantas invasoras é sinal de mais produtividade na pastagem, atendendo assim as necessidades nutritivas dos rebanhos bovinos nas propriedades. Além disso, melhora a qualidade do solo com um manejo sustentável. Para isso, conhecer a biologia das plantas daninhas e como elas estão adaptadas ao ecossistema das pastagens é fundamental para gerar benefícios em todo o processo.

TAGS

plantas daninhas
invasoras
controle seletivo
controle mecânico
controle químico
Campo Limpo
roçadeira
pecuária
pastagem
dieta